Acessibilidade: A+ A() A-

 Apoio a Extensão Rural

PÚBLICO BENEFICIÁRIO DE ATER

No exercício de 2016, o Rurap atendeu a 14.375 agricultores familiares, estabelecidos, de acordo com a clarividência da Política Nacional de Ater – PNATER, que define como prioridade, o atendimento às famílias de agricultores familiares, nas categorias de quilombolas, ribeirinhos, extrativistas, pescadores artesanais, indígenas e assentados da reforma agrária.

 

SEDE LOCAL

PÚBLICO ASSISTIDO

Água Branca

765

Amapá

514

Bailique

313

Calçoene

461

Carnot

283

Cutias

679

Ferreira Gomes

403

Itaubal

298

Laranjal do Jari

910

Macapá

1486

Maracá

283

Maruanum

636

Mazagão

1136

Oiapoque

1080

Pacuí

642

Pedra Branca

740

Porto Grande

804

Pracuuba

467

Santana

690

Serra do Navio

451

Tartarugalzinho

926

Vitória do Jari

408

TOTAL

14.375

 

ATIVIDADES DE GESTÃO ECONÔMICO-SOCIAL

As políticas públicas e os desafios para a agricultura familiar têm sido na direção dos novos enfoques da Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural - PNATER, um compromisso assumido pelo Governo do Estado. Este compromisso fundamenta-se no diálogo construtivo com as famílias rurais, com suas respectivas entidades, na construção do processo de desenvolvimento rural, tendo como foco, a inclusão dos agricultores, quilombolas, indígenas, assentados, ribeirinhos, dentre outros, no processo produtivo do estado.

 

FEIRA ITINERANTE

A Associação dos Produtores da Vila Valdemar – APROVA, localizada no Coração, com um total de 40 (quarenta) associados, tiveram a iniciativa de procurar a SDR e Rurap a fim de montarem uma estratégia de venda direta de seus produtos, sem a intervenção de atravessadores, e a partir desta idéia surgiu a Feira Itinerante, a qual começou a ser realizada em dezembro de 2016 contando com a participação da CPQA, a qual acompanhou todas as feiras fazendo levantamento e observações do que poder ser melhorado na apresentação dos produtos à serem comercializados.

No mês de dezembro foram realizadas 3 (três) feiras, sendo 2 (duas) no Loteamento Macapaba e 1 (uma) no Bairro do Zerão.

 

DIFUSÃO DE TECNOLOGIAS

Em parceria com a Sede Local de Macapá foi realizada uma oficina de produção de composto orgânico no assentamento Santo Antônio da pedreira e em parceria com o SENAR AP dois cursos de horta orgânica no município de Santana na área portuária e delta do Matapi respectivamente.

 

EXPERIMENTAÇÃO

Produção de 2m3 de composto orgânico; 500L de bio fertilizante líquido aeróbio; 01 T de bockashy sólido; construção de uma composteira doméstica para resíduos de cozinha l; construção de um minhocário com estrutura de bambu; construção de um galinheiro móvel.

 

OLERICULTURA

A olericultura deu um salto de qualidade no abastecimento da população urbana, com a produção de hortaliças gerando emprego e renda.