Acessibilidade: A+ A() A-

 NOTÍCIAS

Aplicativo vai otimizar a atuação de técnicos e extensionistas rurais no Amapá

Por: Comunicação Institucional/RURAP - 20/04/2018 - 10:55

Técnicos e extensionistas rurais do Governo do Estado do Amapá (GEA) foram capacitados nesta sexta-feira, 20, para utilizar o aplicativo (app) “Terras”. A ferramenta foi desenvolvida para facilitar e dinamizar os atendimentos acerca de programas e linhas de crédito que tem como agente financiador o Banco da Amazônia, como o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

A capacitação aconteceu no Salão Nobre do Palácio do Setentrião, sede do governo amapaense, e alcançou cerca de 60 pessoas entre técnicos e extensionistas rurais dos Institutos de Desenvolvimento Rural do Amapá (Rurap) e Estadual de Florestas; Agência de Pesca do Estado do Amapá (Pescap); e Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural (SDR).

Terras

O aplicativo Terras é compatível a aparelhos móveis com sistema Android, e também pode ser utilizado em notebooks. Ele vai concentrar serviços de análise socioambiental das propostas de fomento rural, tanto do Pronaf, quanto de linhas de crédito financiadas pelo banco voltadas ao agronegócio.

Segundo a gerente de Produtos e Ferramentas do Banco da Amazônia, Rosana Muniz, a instituição passou a utilizar o aplicativo no Pará e no Acre desde 2017, e a partir de 30 de abril ele passa a ser obrigatório em todos os estados em que o banco tem atuação, dentre eles o Amapá. Por isso, a necessidade de capacitar os profissionais aos quais a ferramenta será indispensável.

Rosana ainda salientou que tanto os servidores e produtores, quanto o banco serão beneficiados com o novo fluxo de atendimento. O trabalho de envio de Projeto Técnico de Financiamento do Pronaf, por exemplo, que antes era feito manualmente e, portanto, sujeito a erros e demora na análise, passa a ser realizado de forma digital, transparente e célere, além de reduzir custos com energia elétrica e papéis.

“Será possível também mapear e identificar a situação do imóvel, se há sobreposição da área com assentamento, reserva indígena ou unidades de conservação. Caso haja embargos nesse sentido, o aplicativo identifica e inviabiliza o envio da proposta”, exemplificou Rosana Muniz.

Cerca de 30 servidores do Rurap, lotados em 22 sedes em todo o Estado, participaram da capacitação. Entre eles o coordenador técnico Daniel de Assis. Ele pontuou que com a metodologia manual, as informações e documentos coletados in loco são enviadas ao setor de crédito do Rurap, e depois repassadas ao banco, o que tornava o processo mais lento.

“Agora vai ser possível repassar as informações ao banco em tempo real. Sem dúvidas, é um mecanismo necessário e que veio para somar com o nosso trabalho junto ao usuário do serviço público”, comemorou Assis.

O diretor-presidente do Rurap, Hélio Dantas, avaliou como positiva a nova metodologia. Ele ainda pontuou que é uma determinação do governador Waldez Góes que o Instituto se esforce para facilitar o acesso do produtor aos financiamentos essenciais para alavancar seus negócios, seja com aquisição de insumos ou equipamentos.

"Com essa capacitação, nossos servidores se tornarão multiplicadores e irão repassar aos demais as informações que adquiriram sobre o aplicativo. Garantir celeridade no acesso dos produtores aos créditos disponíveis é contribuir para a melhoria na sua qualidade de vida, geração de emprego, renda e para o desenvolvimento do nosso Estado”, concluiu Dantas.


 Arquivos vinculados

Treinamento app “Terras”

Treinamento app “Terras”

Treinamento app “Terras”

Treinamento app “Terras”

Treinamento app “Terras”

Treinamento app “Terras”